BeRuby

Embaixadores

Mostrar mensagens com a etiqueta Falar do Terror. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Falar do Terror. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 10 de Março de 2011

O estranho caso dos filmes de Terror.

 

psycho-image

Eu não vejo muitos filmes de terror. Aliás, é um dos géneros que mais me desilude. Não por me assustar até porque adoro apanhar um bom susto mas pela falta de qualidade e empenho que prevalece nos filmes de terror. Seja por serem filmes à base de espíritos ou casas assombradas (assuntos fúteis) ou por serem, muitas das vezes, slashers sem história (Não me interpretem mal, eu gosto do Freddy e do Michael). É raro, para mim, encontrar um filme de terror como Psycho ou Shining. Filmes onde poucas pessoas morrem, têm história, têm sentido, não têm espíritos e, mais que tudo, assustam! Mas assustam mesmo!

Um das coisas que eu adoro em filmes de terror é o humor e o gore. Adoro! Funcionam no perfeição e traçam rasgos e separam filmes de terror. Outra das coisas que adoro em filmes de terror é a violência, seja ela física ou psicológica. Dá-me imenso prazer ver a estruturação e a forma como a violência consegue ser usadas. Afinal, todos nós temos instintos animalescos e primitivos.

E assim se fazem filmes de terror. Bons, maus e muito maus. Mas ainda está para chegar um filme de Terror nestes anos vindouros em vampiros e lobisomens (ou mesmo for a deste assunto) que me assuste como, por exemplo, Hitchcock fez!

 

shining