BeRuby

Embaixadores

sábado, 14 de maio de 2011

The Doors (1991)

the doors movie
“This is the strangest life I've ever known.”
The Doors sempre foi uma banda mítica. À sua volta, mais concretamente em redor do seu vocalista, Jim Morrison, criou-se um culto. Ele culto foi gerado no meio das multidões onde uns apelavam ao seu sex symbol e postura irreverente em palco e outros apelavam às metafóricas e profundas letras e vibrantes sons.
Este filme de Oliver Stone não é nada mais do que a história por detrás de Morrison, da bebida, da droga, da irreverência, do seu auge e da sua posterior queda. Pois tudo tem o fim e Morrison deixa isso esclarecido desde o início. De certa forma, ele temia mais a vida do que a morte. E o seu escape eram as drogas e a sua prova eram as letras.
Oliver Stone realiza aqui um filme de culto mesmo sendo maioritariamente falso, pelo que dizem. Mas a música é excelente, a história igualmente assim como os diálogos de Kilmer que protagoniza Jim. Mas tudo tem o fim. Tanto o filme, como a vida prematura de Morrison. E ambos os acontecimentos, deixaram um culto para trás.
nota 8[5]

3 comentários:

Catarina Norte disse...

Ahah...já viste! ;) Adorei o filme, foi o impulso final para ouvir The Doors!E o Val Kilmer foi absolutamente perfeito!

Sarah disse...

Não poderia ter sido melhor escolhido o actor para desempenhar o Jim Morrison... Grande Val Kilmer, está perfeito mesmo! Sendo grande fã de The Doors, gostei imenso do filme.

Sarah
http://depoisdocinema.blogspot.com

ArmPauloFer disse...

A mais memorável performance de val Kilmer, que chega a pontos de nem o ver mais no filme mas sim a personificação mais real que tenho memória do Jim Morrison.

"this is the end... my only friend, the end!
Can you see what i see? The end...

Father?
Yes, son!
Can i kill you?"

Grande filme e boa sintese, Bruno. Cada vez melhor... well done!