BeRuby

Embaixadores

sábado, 23 de julho de 2011

Kubrick e o seu génio.

 

stanley-kubrick

Apetecia-me escrever. Só não sabia era sobre o quê.

Então, vou escrever sobre um dos melhores e maiores realizadores que tive oportunidade de descobrir: Stanley Kubrick. Porquê? Porque, a meu ver, não há ninguém que consiga ser tão versátil e genial ao mesmo tempo. Com ele, tudo funciona. Não há erros de casting, bandas sonoras mal escolhidas, planos falhados,… Stanley Kubrick exigia perfeição, minuciosidade, rigor, cuidado. Ele não dizia que estavas errado, mas diria que podias fazer melhor. E fazia takes atrás de takes. Tudo até atingir o que pretendia. Por isso, era mal-entendido. Ninguém percebia que o mínimo detalhe seria suficiente para tudo ser diferente. Mas Kubrick sabia isso. Melhor que ninguém. Podia chegar aos 30 takes, mas ele não desistia de atingir a perfeição. No seu mundo eremita, recusava-se a viajar mas nem por isso os seus filmes deixaram de o fazer. Quem diria que Full Metal Jacket fora filmado em Londres? Quem é que não acreditou no mundo futurista de A Clockwork Orange?

Para mim, Stanley Kubrick será sempre uma figura maior. Um dos primeiros verdadeiros realizadores que descobri. Um dos primeiros que me relembrou sobre o prazer de assistir a uma peça da 7ª arte. Um dos primeiros realizadores que me fez ver o que os filmes podiam ser: obras-primas.

3 comentários:

Stella Halley disse...

E como são raras as obras primas, vale sempre a pena colocar em destaque um artista que sabia como realizá-las. Boa postagem, Bruno. Um ótimo fim-de-semana pra você.
S.

ArmPauloFer disse...

Sem dúvida, Bruno. Um dos maiores realizadores de sempre.

Sarah disse...

Kubrick = genialidade. Disseste mesmo tudo!

Sarah
http://depoisdocinema.blogspot.com