BeRuby

Embaixadores

sábado, 22 de outubro de 2011

V for Vendetta (2006)


V-FX-0009

“People should not be afraid of their governments. Governments should be afraid of their people.”

V for Vendetta é mais que um filme, é um mensagem. Uma mensagem idealista e contra a opressão. Com o intuito de nos captar em vez de nos entreter, V for Vendetta é uma complexa obra.

James McTeigue  era (ainda é) um desconhecido. Envolto em grandes produções como o Matrix, James passava despercebido como realizador assistente. Nesta obra, James dá um salto de fé para uma produção que podia ser uma grande obra com um grande propósito ou apenas mais um filme sobre um super-herói que sabia karaté. Felizmente, conseguiu a primeira.

V for Vendetta além do seu aclamado e prodigioso argumento, este filme também apresenta uma imaculada e vibrante banda sonora assim como um talentoso grupo de actores.

Mas o que interessa em “V” é a sua mensagem. O seu propósito. O seu ideal. Uma obra facilmente aplicada a um dia do nosso quotidiano e/ou a um futuro não muito distante. Mais do que o seu talento, V for Vendetta prima por nos apresentar um fonte de coragem e veracidade sobre um mundo que pode muito bem ser o nosso.
nota 9[5]

2 comentários:

ArmPauloFer disse...

Não daria tão alta nota mas que é um tremendo filme isso é.
É uma adaptação da obra de Alan Moore, o criativo argumentista de algumas das mais acutilantes histórias da BD, tais como "O Monstro do Pântano" ou "Watchmen".
Ele fez a obra criticando os regimes totalitários mas a verdade é que o que mais transborda são as sus mensagens que podem perfeitamente serem inspiradoras noutros tipos de regime e até mesmo perante os tempos actuais que vivemos com as corporações monetárias a dominarem o mundo e a o conduzirem às crises mundiais que assistimos.
Sempre acutilante este V for Vendetta...

Stella disse...

Boa lembrança, Bruno. Já está na minha mesa pra uma revisão. Um filmaço, pelo que me lembro.