BeRuby

Embaixadores

domingo, 13 de março de 2011

Gangs of New York (2002)

Gangs-New-York
“WHOOPSY DAISY”
Em meados do séculos XIX, gangues de várias religiões, raças e princípios estabelecem-se com poder em Nova Iorque. Irlandeses entram no país assim como a corrupção e a pobreza invade as ruas de Nova Iorque. Ainda não é a famosa cidade que nunca dorme, nem para lá caminha. Só se torna a mítica cidade no final da guerra. Até lá, pessoas morrem, pessoas nascem, os mais poderosos vivem, os mais pobres roubam e os honestos morrem. Assim se deambula por aquelas ruas. E é lá que se trava a história vingativa de Amsterdam (Leonardo DiCaprio) e Bill “The Butcher” Cutting (Daniel Day-Lewis).
O que Scorsese cria aqui é um filme sem sal, sem glória. Trazia grandes expectativas e o filme desiludiu-me. Não foi, de longe, o que esperava. Pensava eu que era um filme glorioso recheado de diálogos interessantes e cultos mas enganei-me. Do filme saem palavras vistas e revistas em outros filmes. O que Scorsese consegue criar é uma atmosfera apelativa que se desvanece ao longo do filme. Deste, retiro dois grandes feitos: Daniel Day-Lewis e o final que não é por ser o final do filme mas é gloriosamente bem esculpido e faz-me odiar um bocado menos o filme.

nota 7

5 comentários:

chiclas disse...

Concordo contigo, a atmosfera criada é brilhante, os diálogos nem por sombras... salvou-se o Daniel Day-Lewis...

ArmPauloFer disse...

Foi o hype que te estragou o filme, que em minha opinião foi e é bom (mas não é nenhuma excelencia também). Como tem Scorcese ao leme espera-se sempre grandes feitos...

Na altura, foi bastante interessante e temos de admitir que Scorcese tentou neste fazer algo de diferente (do que consegue fazer - e melhor) para alinhar com um estilo de cinema mais pop e para vender melhor. Com isso ele lá descobriu o potencial de DiCaprio, o que o fez não o largar mais...
Gostei da Cameron Diaz (mas sou suspeito, uma vez que sigo a actriz...) e o butcher Day-Lewis mais uma vez abismal e em grande.
O final a chegar aos dias de hoje foi um belo toque.

Dezito (André Sousa) disse...

Adoro este filme ;) Um dos meus Scorceses favoritos !

Cumps

Bruno Cunha disse...

ArmPauloFer, o final é colossal!

Dezito, não estou de acordo!

Abraços

Nuno Pereira disse...

Também não gostei muito do filme, mas concordo que o final é fantástico e ao som dos U2 foi o que ficou do filme... pelo menos para mim!